• 7M_Habitacao_1670x1005_26_23
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_25
  • alcados-26
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_10
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_12
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_09
  • imagem-001
  • DSC07669
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_04
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_03
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_01
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_22
  • DSC07698
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_19
  • DSC07255
  • DSC07262
  • DSC07757
  • DSC07266
  • DSC07264
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_21
  • DSC07305
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_14
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_15
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_11
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_13
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_20
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_18
  • 7M_Habitacao_1670x1005_26_16

Moradia 1 – Muda

desenvolvido para Particular

Na primeira visita ao local, o princípio motivador para o desenvolvimento conceptual do projecto, surgiu-nos através da apreensão do espaço que nos rodeava. Na vasta extensão de terreno povoada por uma aparente aleatoriedade de sobreiros, eis que somos confrontados com uma pequena clareira situada numa elevação, que se desvenda, através das imagens que os mesmos nos querem mostrar. A luz surge rasgada pelos troncos, pelas copas, intensificando limites aleatórios, como se de um cenário abstracto se tratasse.

Considerámos que aquelas imagens seriam o ponto de partida para o início do nosso projecto. Situados naquele lugar, apreendíamos tanto quanto o possível, aquilo que ele nos oferecia. Os próprios sobreiros que delimitavam o espaço criavam através dos seus recortes e configurações, entradas de luz próprias, espaços pontuados por sombras, criando leituras diversificadas sobre uma paisagem aparentemente igual.

A partir daí, foi para nós uma premissa preponderante, que a casa que queríamos desenvolver respeitaria esta particularidade tão vincada e daria continuidade àquele registo tão próprio. A casa teria que mostrar para depois esconder, que revelar para imediatamente dissimular, de se abrir para em seguida se fechar, numa tentativa de diálogo e confronto, com tudo aquilo que nos tinha sido oferecido. E assim nasceu o projecto…

  • Cliente - Particular
  • Data do projecto - 2002
  • Fases - Projecto de licenciamento e execução